Arquivo

Posts Tagged ‘Riquelme’

Cristian Lucchetti é o primeiro reforço do Boca Jrs para a próxima temporada

O Boca acertou hoje a contratação do goleiro Cristian Lucchetti. O jogador vem pra ocupar uma posição que não tem dono desde a saída de Caranta do time Xeneize.

Lucchetti tem 31 anos, 1,82m e começou a jogar no Banfield. Passou ainda por Santos Laguna do México, Racing e jogava no Banfield novamente desde 2005. Cristian é atualmente o maior goleiro artilheiro atuando no futebol argentino. Ele já marcou 14 gols na carreira, todos de falta e penalti (sendo dois deles aproveitando o rebote).

A contratação de um goleiro era tratada como prioridade pelo novo treinador Claudio Borghi. Agora o treinador pede pressa na renovação de Palermo e principalmente de Riquelme. “Será muito útil pra mim”, declarou Borghi essa semana.

O Boca ainda planeja contratar dois zagueiros e dois atacantes, tudo dentro da política de pés no chão adotada pelo presidente Jorge Ameal.

Anúncios

Estrelas que não foram convocados para a Copa do Mundo

Ruud Van Nistelrooy

Depois da Euro 2008 ele decidiu se aposentar da seleção mas se arrependeu e disse que gostaria de estar na África do Sul. Porém uma contusão que o deixou 9 meses parado praticamente tirou suas chances de ir a Copa. Atualmente joga no Hamburgo.

Ronaldinho Gaúcho

Festas, desinteresse e péssimas atuações com a camisa amarelinha foram os motivos que deixaram Ronaldinho fora da Copa. Depois de um ótimo mundial em 2002 e de uma copa medíocre em 2006, o jogador não se encontrou mais. Saiu do Barcelona e no Milan jogou bem apenas na segunda metade do campeonato italiano de 09/10 e ainda sim não foi nem sombra do monstro que era no time catalão. Verá a Copa pela TV.

Riquelme

Tudo começou num jogo entre Argentina e Peru pelas eliminatórias em que Julio Grondona abraçou Messi no vestiário e disse: “Você é meu homem de confiança em campo”. Riquelme não gostou nada e a partir de então parou de falar com Messi. O grupo rachou. De um lado os veteranos e de outro os garotos que jogam juntos a muito tempo formado por Messi, Aguero, Mascherano, Tevez e Higuaín. Aparentemente, Maradona interviu na briga a favor da molecada. Após uma vitória sobre a França em Paris (sem Riquelme que estava lesionado), os jogadores vibraram muito e cantando no vestiário pediram para que Riquelme não fosse mais convocado, já que ele não seria mais necessário no grupo. Maradona foi a TV e deu declarações que desagradaram Riquelme que, já informado do motim formado contra ele, abdicou da seleção, dizendo que ele e Maradona tinham diferenças irreparáveis.

Antonio Cassano

Apesar de ter engatado uma boa sequencia na Sampdória, o talentoso atacante ficou fora da Copa por não se entender muito com Marcelo Lippi, treinador da Azzurra. Ele tinha tanta certeza que ficaria fora da Copa que marcou seu casamento pra 19 de Junho e disse que espera ansiosamente a saída de Lippi do comando da Itália.

Esteban Cambiasso

Parece que ele não é muito bem quisto entre os jogadores. Não sei exatamente porque. Mas o fato é que ele é um dos melhores volantes do mundo e Maradona levou apenas Mascherano como volante de marcação e 6 atacantes. Sei não, mas acho que ele fará muita falta.

Karim Benzema e Samir Nasri

Ah meu amigo, aí você vai ter que perguntar pro Domenech. O treinador da França é o tipo técnico que levou a fama por comandar um craque. Sim, com ele a França foi a final da Copa de 2006 mas não foi por causa dele e sim apesar dele. Domenech é meio maluco. Justifica suas convocações de forma ridícula, usando mapas astrais, por exemplo. Fato é que Benzema, apesar de estar na reserva do Real Madrid, é muito melhor que Govou, Gignac e Cissé. E Nasri dispensa comentários.

João Moutinho e Ricardo Quaresma


Tratado como um dos maiores talentos da boa safra atual da seleção portuguesa e capitão do Sporting, João Moutinho ficou apenas entre os sete da lista de espera e nem mesmo com a contusão do meia Nani foi convocado. Tá certo que ele ainda é jovem e terá pelo menos mais duas Copas do Mundo pela frente, mas é uma decepção muito grande pra ele, já que foi convocado pra maioria dos jogos anteriores da seleção. Já Quaresma, apesar de jogar muito bem a nível nacional, não consegue a mesma notoriedade jogando fora de seu país. Pelo Porto fez três excelentes temporadas em 2006, 2007 e 2008 mas ao se transferir para a Inter de Milão não manteve a mesma sequencia e acabou ficando no banco na maioria dos jogos. Talvez por isso tenha ficado fora do Mundial.

Adriano e Benny MacCarthy


Apesar de serem de seleções diferentes, o brasileiro Adriano e o Sulafricano MacCarthy foram deixados de lado pelo mesmo motivo: o peso.

Tá certo que Adriano aliou isso a falta de compromisso e de profissionalismo, mas o peso dos dois foi o motivo principal. Aparentemente, eles também acreditavam que eram intocáveis. Vai saber…

Pablo Mouche de saída do Boca… Pra mim não existe surpresa!

O jogador Pablo Mouche está de saída do Boca Jrs. O atacante foi informado que não está nos planos da equipe para a temporada 10/11 e que pode procurar um clube. Obviamente o Boca pedirá uma compensação financeira, mas certamente não será muito, já que o jogador está em baixa. A desculpa encontrada pela comissão técnica é que ele tem sido expulso demais. E isso é motivo para se desfazer de um jogador do talento de Mouche?

Não vejo surpresa nenhuma nisso. Mouche caiu na besteira de enfrentar o dono do Boca, Juan Roman Riquelme. No início do ano, Riquelme enviou mensagens ao celular da namorada de Mouche, cantando a moça. Pablo ficou muito nervoso e levou o celular até a direção do clube, exigindo que Riquelme fosse no mínimo advertido pelos dirigentes. Obviamente isso não aconteceu e Mouche foi lentamente fritado e agora sairá do clube pela porta dos fundos.

Foi assim com todos que tentaram enfrentar Riquelme nos ultimos tempos. Primeiro foi Caranta, depois Cáceres e agora Mouche. Não sei até que ponto é positivo para o Boca e principalmente para o grupo de jogadores que um atleta tenha tanto poder entre os dirigentes. Quando jogava no Corinthians, Ricardinho tinha essa moral com a diretoria e em pesquisa entre os jogadores foi escolhido como o atleta mais odiado do Brasil, justamente por ter essa fama de traíra.

Quem tem a perder é o Boca. Ainda não encontrou um goleiro a altura de Caranta, a zaga continua horrorosa depois que Cáceres deixou o time e um prata da casa que geraria muitos euros ao clube está saindo por causa do ego enorme de Roman. Isso sim é colocar uma pessoa acima do clube. E ainda tem gente que sonha com ele no Brasil…

Riquelme e Ronaldinho… A Copa pela TV será triste pra vocês!

Eu acho engraçado a situação de alguns grandes nomes da bola nesse momento de convocação pra Copa do Mundo. Eles tem tanta gente puxando o saco, falando que são os melhores do mundo, dizendo que eles são muito maiores do que isso ou aquilo, que não acreditam que podem levar um revés tão grande como ficar fora de um Mundial.

As situações de Ronaldinho Gaúcho e de Juan Roman Riquelme são parecidas. Os dois eram titulares absolutos e indiscutíveis de suas seleções. Contavam com apoio popular e da crítica em geral e alguns poucos críticos diziam que as seleções de Brasil e Argentina só funcionariam quando um treinador tivesse peito de tirar eles do time.

Pois esses foram Dunga e Maradona. Eles deram chance aos dois, eles não corresponderam, cada um a sua maneira. Ronaldinho com seu futebol pouco criativo, longe do monstro que foi no Barcelona. Riquelme com problemas de relacionamento no elenco e depois com o próprio Maradona, além claro das exibições abaixo da crítica.

Dunga parou de chamar Ronaldinho. Depois do futebol fraco, das festas, da falta de compromisso com o clube… Maradona e Riquelme se desentenderam. Depois de uma vitória da Argentina contra a França, os jogadores pediram que El Pibe não chamasse mais o meia, pois ele não era necessário na seleção. Riquelme ficou sabendo e renunciou a seleção antes.

O Mundial se aproxima e Ronaldinho e Riquelme parecem não acreditar que não irão a Africa do Sul. Dão entrevistas dizendo que gostariam de estar lá, fazem mea culpa, lamentam as oportunidades perdidas…

A torcida pode até não concordar com Dunga e Maradona. Pode dizer que eles são burros, péssimos treinadores, o que for. Mas nunca a torcida poderá dizer que eles não são fieis. Dunga e Maradona não se esquecem daqueles que se mataram por eles em campo.

Por isso Dunga levará ao Mundial jogadores como Elano, Gilberto Silva, Felipe Mello, talvez Julio Baptista. São jogadores contestados pela torcida e pela mídia, mas deram tudo que podiam pela seleção e por Dunga. O mesmo se pode dizer de Maradona com Palermo por exemplo. Aos 36 anos, Martín vai disputar seu primeiro e único Mundial. Foi ele que fez o gol contra o Perú no último minuto que manteve a Argentina com chances de ir a Copa no ano passado.

Riquelme e Ronaldinho. Se acostumem com Mariano Closs e Galvão Bueno. É na voz deles que a Copa do Mundo da Africa do Sul chegará até vocês, por mais irreal que isso pareça pra vocês.

Riquelme não imaginava que ficaria fora da Copa…

É a impressão que se dá ao ler suas declarações de hoje.

Antes, Riquelme dizia que “estaria de férias durante a Copa do Mundo”. Era muito frio em todas as palavras que falava sobre Argentina, Mundial, Maradona… Mas a Copa próxima e a seleção cada vez mais independente dele fizeram com que Roman caisse na real e percebesse que hoje ele é totalmente dispensável ao time de Maradona.

Antes ele aceitava quando diziam que ele renunciou a seleção. Agora já diz que não é bem assim. “Disseram que eu tinha renunciado a seleção por uma declaração do treinador a TV e não foi bem assim. A verdade é que não podemos trabalhar juntos. Não tem nada a ver com declarações. É minha forma de viver, de sentir. Eu não deixaria de jogar a Copa por uma declaração. Não é bem assim. Existem coisas mais importantes e eu não mudei nada por causa disso”

Parace que agora o camisa 10 está sentindo que realmente verá o Mundial pela TV e esse parece ser um golpe duro demais pra ele. “Quando começar a Copa do Mundo eu ficarei muito triste, porque eu deveria estar lá”, disse Riquelme. Ele está muito sentido com essa situação, isso é fato. Mas será que ele pensava que seria chamado de ultima hora como um “salvador da pátria”?

Continuidade no Boca

Além dessas declarações polêmicas sobre Maradona e o Mundial, Riquelme voltou a colocar em dúvida sua permanencia no Boca Jrs, mesmo após pedir para que seus representantes renovem o contrato.

“Contra o Huracán pode ser minha ultima partida em La Bombonera. Vou tratar de jogar bem e aproveitar cada minuto.”

É claro que Riquelme vai continuar no Boca. As negociações estão muito adiantadas e só um caminhão de dinheiro vindo do exterior tiraria Roman dos Xeneizes. Mas ele gosta de ter seu ego massageado e está fazendo um draminha pra torcida pedir por favor que ele continue. Tanto que logo depois ele disse: “Sonho em seguir jogando no clube e se eu puder ser campeão com o Boca novamente será maravilhoso”.

Todos nós sabemos que só depende dele essa permanência. Se Riquelme quiser, fica no Boca até o fim da carreira. E eu garanto: na próxima temporada, Riquelme ainda será o 10 do Boca Jrs.

Riquelme faz as pazes com a torcida e ajuda Boca a vencer clássico do domingo

No dia em que Riquelme sinalizou sua vontade em renovar contrato com o Boca Jrs, a equipe Xeneize bateu o San Lorenzo por 2 a 0 com grande atuação do camisa 10. O jogo teve de tudo. Briga, pisão, dedo na cara, empurrões e acima de tudo um bom futebol por parte de Boca e San Lorenzo.

O Boca abriu o placar logo aos 3 minutos. Riquelme cobrou escanteio na cabeça de Matías Gimenez. O meia testou forte e marcou o primeiro gol do jogo. A partir daí, o San Lorenzo mandou na partida, apesar de criar pouco.

No segundo tempo o San Lorenzo voltou mais ativo e chegou a assustar com Bordagaray e Paco Gomez. Os cruzamentos de Aureliano Torres também assustavam a ainda incerta defesa do Boca. A rendenção veio em uma roubada de bola de Monzon. O lateral bateu a carteira de Killy Gonzales pelo meio e tocou para Palermo. El Loco dominou, abriu para Riquelme e passou para receber. Roman tocou meio de bico, meio de três dedos no meio de dois adversários e Palermo, da entrada da área bateu firme no canto direito do goleiro Migliore para colocar números finais a partida.

O abraço entre Riquelme e Palermo (foto) e a definição da partida levou os torcedores do Boca a loucura. Mesmo os integrantes da Barra La 12 aplaudiram de pé o time, com direito a olé no final. Foi a partir daí que o San Lorenzo perdeu a cabeça. Claro que Riquelme provocou e numa disputa de bola deu um bico em Gonzales na frente do juiz. Killy, pavio curto como só ele, revidou com um empurrão no peito do camisa 10. O juiz deu apenas cartão amarelo para os dois.

Faltando um minuto pra acabar o jogo, Migliore e Medel se estranharam e Monzon deu um murro na nuca de Alfaro. O juiz não fez nada e o jogo terminou nesse clima quente.

Ao sair do campo, Riquelme tirou a camisa, beijou e jogou para a galera. Tudo em paz em La Bombonera, apesar do clima de guerra da partida. Caso o elenco do Boca se acerte e faça as pazes, vai ficar difícil segurar esse time. Sorte dos adversários que o campeonato está acabando. Se Palermo e Riquelme fazem as pazes em campo, já que fora dele isso é impensável, o Boca pode voltar a ser grande mais rápido do que todos imaginavam.

Riquelme no Flamengo? Sei…

Toda vez é assim e parece que o pessoal ainda não aprendeu. Sempre que dá alguma coisa errada pro Flamengo, um factóide é lançado na mídia pra abafar o caso. Depois da exibição pífia no Maracanã (apesar de eu ter certeza que o Mengão vai se classificar), surgiu na mídia um possível interesse do time em Juan Roman Riquelme.

O atual cenário facilita a vinda do jogar ao Brasil. O Boca vive um momente de transição e instabilidade. Tanto Riquelme quanto Palermo, pivôs da crise, são cotados para deixar a Casa Amarilla ao fim da temporada. Mas sinceramente, eu acho muito difícil ele vir jogar no Brasil.

Primeiro porque tem ofertas de times europeus e do oriente médio, um mercado novo e que jorra dinheiro. Depois porque, se ele não quiser ir pra longe, tem mercado de sobra no próprio futebol argentino. E ainda tem o forte futebol mexicano, que paga muito bem e está recheado de argentinos. Brasil seria uma ultima opção pra Roman.

E sinceramente, pra um time que já tem Adriano e Vagner Love, Riquelme seria a ultima gota de nitroglicerina pra explodir a Gávea. O jogador é estrela, paneleiro e adora ser o centro das atenções. O circuito de festas do RJ é pequeno e ele dificilmente se adequaria a marcação cerrada da mídia.

Em fim, se quiserem jogar dinheiro fora, Riquelme seria uma boa. Mas tem que ser muita grana, porque ofertas ele tem aos montes.