Arquivo

Posts Tagged ‘Palmeiras’

Kleber volta ao Palmeiras com status de salvador da pátria… Mas não é!

O Palmeiras trouxe de volta um dos maiores ídolos recentes do clube, o atacante Kleber. Ele volta ao clube como o salvador da pátria. O jogador que trará de volta o bom futebol, as vitórias e os títulos. Mas não é e está bem longe de ser.

Kleber não é um craque. É bom jogador e só consegue chegar a isso quando está com a cabeça boa. Nervoso, pressionado, é um jogador que beira o medíocre. Sim, porque um cara que prefere dar um soco na cara do adversário a disputar uma bola, é um jogador medíocre. Kleber nunca conquistou um título importante, se escondeu nas decisões que participou e é muito mais lembrado pelas cotoveladas e tapas que distribui do que pelos bons jogos.

A diretoria do Palmeiras se especializou em dar a torcida uma sardinha e vender como caviar. Foram várias contratações equivocadas nos ultimos anos, atitudes destemperadas, decisões erradas e ataques de nervosismo que levaram o time a situação atual. O Palmeiras vendeu Pierre a Traffic e comprou de volta por um preço bem acima do que recebeu. Repatriou Vagner Love num momento onde o time voava em campo, preferiu contratar o caro Muricy a manter o bom e eficiente Jorginho, perdeu dinheiro ao demitir Obina e Robert e pra fechar ameaçou de bater em um árbitro após um lance duvidoso. Dizer o que?

Kleber não é mais um passo em falso da diretoria alviverde mas também não é a solução que estão pintando. É um reforço e nada mais do que isso.

Categorias:Brasil Tags:,

Boca e Riquelme fazem primeira reunião pela renovação

Daniel Bolotnicoff, representante de Juan Roman Riquelme e Jorge Ameal, presidente do Boca Jrs fizeram na tarde desta quarta-feira a primeira reunião pela renovação de contrato do meia.

Riquelme vem recebendo um salário milionário nesses três anos de Boca desde sua volta ao clube em 2007 mas está disposto a reduzir seu salário para ficar. Mesmo com essa redução, o salário dele ainda ficará alto para os padrões argentinos mas isso não será problema. O Boca está disposto a gastar para que o camisa 10 permaneça na Casa Amarilla.

Essa reunião é muito mais importante do que parece. Riquelme andava angustiado porque a direção do clube ainda não havia procurado seus representantes para tratar da renovação. Ele inclusive falou várias vezes a mídia que estaria disposto a negociar com outros clubes. Neste momento, Flamengo, Corinthians e Palmeiras apareciam como os principais candidatos brasileiros a ficar com o jogador.

Mas pra mim está muito claro que ele vai permanecer. O sonho dele é encerrar a carreira no Boca e uma transferencia a essa altura do campeonato enterraria essa possibilidade. É melhor pra quase todo mundo que ele fique. Só não sei se é melhor para o próprio Boca.

Presidente do Boca garante permanência de Riquelme

O presidente do Boca Jrs Jorge Ameal garantiu hoje ao programa Fox Sports/Radio Del Plata que Juan Roman Riquelme só sairá do Boca se quiser. “Nós vamos fazer o impossível por Riquelme. Ele sairá do clube só se quiser”, disse o mandatário máximo do clube Xeneize. Ele reafirmou que Roman é uma unanimidade dentro do clube e disse que “sabemos que Riquelme vai jogar no Boca na próxima temporada”.

Ameal ainda disse que o Boca está em uma busca constante por reforços. Disse que a princípio não virá ninguém de longe e nenhum jogador fora da realidade do clube. Perguntado se estaria atrás de algum jogador do Argentinos Jrs, atual campeão argentino, Ameal desconversou. Ele disse que há uma disputa política constante no Boca, pois cada um pensa de uma forma, mas que essa disputa é saudável. “Nós dirigentes temos uma pressão extra nas costas”. Ele disse que conversa muito com os torcedores do clube e que a relação é de respeito.

Pra mim essa história está muito estranha. De um lado Riquelme garante que não foi procurado. De outro, a direção do Boca diz que fará de tudo por ele. Porque não marcam uma reunião e resolvem logo isso? Em todo caso, esse é o momento mais propício para que os clubes brasileiros que sonham com ele façam uma proposta. Sendo assim, é bom que Palmeiras, Flamengo e Corinthians sigam de perto essa negociação, apesar de que eu acho que é muito, muito difícil que ele saia da Casa Amarilla. Mas como sonhar não paga impostos…

Rogééério!

Com gol de Fernandão, São Paulo exorcisa mais um fantasma recente

Com mais um gol do novo ídolo tricolor Fernandão, o São Paulo venceu o Palmeiras no Morumbi por 1 a 0 e exorcisou mais um fantasma que assolava o tricolor em 2010. Depois de exorcisar o fantasma da eliminação na Libertadores e de quebra exorcisar o Cruzeiro, o tricolor dessa vez conseguiu finalmente vencer um clássico em 2010. Antes do jogo de hoje, foram três derrotas pro Santos, uma pro Corinthians e uma pro mesmo Palmeiras, todas pelo campeonato paulista.

Não que o São Paulo tenha jogado uma grande partida, muito pelo contrário. O primeiro tempo foi equilibrada e o time tomou pressão do fraco time do Palmeiras no segundo. Pra fechar a noite o capitão Rogério Ceni ainda teve que defender um penalti pra garantir a vitória.

O espírito da Libertadores ficou por lá, mas apesar de um jogo mediano contra o Inter e um jogo ruim contra o Palmeiras, o São Paulo vai subindo e já se aproxima do G-4, que é o objetivo inicial de todos os times do campeonato.

Devagar o São Paulo vai subindo e com uma vantagem: mais cedo do que nos ultimos anos, quando arrancou só na ultima metade do campeonato. Só que o time vai ter que melhorar se quiser manter a boa fase e acima de tudo parar de recuar quando conseguir alguma vantagem. Isso me parece ordem do treinador, mas precisa ser corrigido. Em ponto corrido, perder e empatar é quase a mesma coisa. Sendo assim, é muito melhor partir pra cima e matar o jogo do que segurar um a zero.

Mas com o tempo o time vai crescer mais. Principalmente quando a Libertadores terminar e o time focar apenas em uma competição. E só pra não deixar passar, obrigado capitão. A vitória de hoje teve sua assinatura.

Quanto tempo Muricy durará no Flu?

Três jogos, três derrotas. Dois gols a favor e seis gols contra. Média de dois gols sofridos por partida. Esse é o Fluminense de Muricy Ramalho. São 400 mil reais pelo primeiro mês e nenhuma vitória.

Quanto tempo Muricy Ramalho vai durar no Fluminense?

Sinceramente eu não sei. Mas foi uma burrice demitir Cuca. Um treinador que já conhecia o elenco, muito mais barato e que com certeza não faria nada pior que o ex-treinador do Palmeiras fez até agora.

O mais curioso de toda essa situação é que no São Paulo e no Palmeiras, o treinador era cauteloso, pra não dizer retranqueiro. Nutria uma paixão inexplicável por zagueiros e volantes e adorava o chuveirinho. No Fluminense não. O time dele joga no mesmo 3-5-2 que ele tanto ama, mas com dois meias, dois laterais muito ofensivos e um volante que sempre chega ao ataque. Mas o time não rende da mesma forma que o Palmeiras não rendeu.

Difícil explicar esse inferno astral do Muricy. Ou será que ele sempre foi mediano e o elenco e a estrutura do SPFC o fizeram tri-campeão?

Eu avisei! O Atlético Goianiense veio pra ficar!

O Atlético Goianiense venceu o Palmeiras por 1 a 0 no tempo normal e por 2 a 1 nos penaltis e avançou as semifinais da Copa do Brasil. Eu já tinha avisado antes, o time do Dragão vai surpreender muita gente esse ano. O Palmeiras foi a primeira vítima de muitas outras que virão pela frente.

O Atlético não é um São Caetano… é um time que tem projeto, que investe não só na manutenção da sua base com Márcio, Gilson, Jairo, Pituca, Robston, Juninho e Marcão, mas também em estrutura e na qualidade da comissão técnica. O Atlético projetou esse momento, projetou ser grande e com certeza chegará ainda mais longe. Pode não ser agora, pode não ser no próximo ano, até porque tem que ser dado um passo de cada vez. Mas eu estou seguro que em breve o Atlético será um dos times que se mantém na série A e fazendo boas campanhas.

O Atlético é um time tradicional, tem torcida e essa torcida é muito participativa. Não apareceu do dia pra noite como muita gente pensa. Espero que todos respeitem a tradição do Atlético e passem a temer o Dragão, como time grande que pretende ser.