Archive

Archive for abril \30\UTC 2010

Defederico diz que gostaria de jogar no River – Confira entrevista exclusiva ao Olé

Defederico fala de novela, Neymar, mágoa com o Vélez e de sua relação com Ronaldo e Roberto Carlos. Fala também de sua vontade de sair do Corinthians e jogar para Angel Cappa.

Você pode falar agora?

Sim, a novela da Rede Globo começa dentro de uma hora mais ou menos.

Você atua nela? Ou assiste porque é obrigado?

Eu vejo por causa da minha namorada (risos). Como para todas as brasileiras, pra ela a novela é mais importante do que o futebol.

Que bom você namorar uma brasileira antes da Copa do Mundo!

Sempre nos provocamos com isso. Mas acredito que quando o Brasil não joga, Priscila quer que ganhe a Argentina.

Maradona ou Pelé?

Eu digo Maradona. E ela admira o Roberto Carlos.

E Messi compete com quem agora?

Com ninguém. O melhor do momento é o Neymar do Santos, um craque. Tem 18 anos, pesa 65 quilos e joga muito. Mas não alcançará a Messi nunca.

É verdade que você voltará ao nosso país (Argentina)?

E… agora eu estou um pouco triste porque não jogo o que quero. Na quarta-feira fiquei fora do banco de reservas. Não cumpri com as expectativas que eu tive ao chegar.

O que aconteceu?

O Corinthians contratou muitos jogadores de nome e isso pesou pra que eu ficasse de lado. Minha idéia é jogar, aqui ou em qualquer lugar.

No River?

Onde for, porque não vai depender só de mim. O Corinthians pagou muito por mim.

O fato de Angel Cappa ter pedido sua contratação pode influenciar na decisão final?

Com certeza. Ele vai fazer de tudo pra me contratar.

E você?

Também. Eu devo muito a ele. Gostaria muito de voltar a jogar com ele, brigar por um título e ganhar. E que dessa vez não tirem a ilusão das minhas mãos.

Nota: quando Angel Cappa e Defederico atuavam no Huracán, eles jogaram a partida decisiva do Clausura contra o Vélez. O Huracán era campeão até os 45 minutos do segundo tempo, mas sofreu um gol irregular e perdeu o título.

Você sabe que hoje o River joga contra o Vélez?

Sim. Não vou mentir, quero que Cappa vença o Vélez. Outro dia, quando perderam para o Chivas, me alegrei porque nesse lugar nós deveriamos estar. Olha, não tenho nada contra os jogadores. Quem se equivocou foi outro. Bah, o passado…

Quando você acertou as diferenças com Cappa?

Nunca deixamos de nos falar. Ao contrário, a relação seguiu via email e MSN. Se a primeira coisa que pediu foi “tragam Defederico” significa que entre nós só existe admiração.

Não o incomodou que você tenha ido do Huracán?

Ele me disse que o Corinthians não era o melhor pra mim, que esperasse um pouco. Ele não estava errado. Agora terei que voltar a Argentina para depois ir jogar na Europa.

Você sabe porque ele te quer tanto na equipe?

E…

Você não joga na mesma posição do Buonanotte?

Somos parecidos mas isso não quer dizer que não podemos jogar juntos. Aconteceu a mesma coisa com Pastore…

Se pode reeditar o Tiki Tiki? (Tiki Tiki é o estilo de jogo preferido de Cappa, com toques rápidos e envolventes)

No Huracán, lamentavelmente, será difícil. Mas acredito que o River escolheu um bom caminho. Cappa é o melhor que poderia acontecer a River pra voltar a ser River.

Em quanto o treinador pode influenciar para a mudança?

Em muito. O treinador pode saber pouco ou muito de tática, mas nenhum mexe com o emocional como Cappa. Sem dúvidas, qualquer jogador atua melhor ao seu lado.

Mas o River está numa situação muito difícil…

Sim, como esteve Huracán antes dele assumir. Ninguém dava nada por nós, e no final acabamos conseguindo algo incrível.

Você faz a melhor propaganda de Cappa…

Mas ele merece. Tenho certeza que irá bem.

Te entusiasma?

Sim. Tenho dois amigos que são fanáticos pelo River e me dizem pra ir jogar lá. Também gostaria de jogar ao lado do Burro (Ortega). É um craque. Joga da maneira que Cappa gosta.

No Brasil se joga assim?

Não. Nenhum time do Brasil joga o que jogou Huracán. O que mais se aproxima é o Santos mas só as vezes. Aqui a prioridade é correr, marcar e pressionar.

O que? E onde foi parar o jogo bonito?

Eles trazem qualidade desde a infancia. Mas, ao contrário do que se diz, aqui se treina muito mais. Quase todos os dias treinamos em dois turnos.

É difícil imaginar Ronaldo fazendo musculação…

Todos gostam de treinar e estar no clube. Ele e Roberto Carlos são dois figuraças. Não deixam de me surpreender…

Outro dia por exemplo, fizeram uma pegadinha comigo. Aqui eles não gostam de homens que usam coisas rosas. E o que aconteceu? Encontraram na minha bolsa um calção rosa e cortaram todo. Eles sabem até fazer franja(???), he!

Aí está o favorito!

No ano passado eu falei que o Cruzeiro chegaria no mínimo as semifinais da Libertadores e o time foi vice-campeão. Esse ano, eu acho que o céu é o limite pro time de Adilson Baptista.

Um time ofensivo, rápido, envolvente, com várias opções, que não tem medo de chutar de fora da área e principalmente, não se contenta com 1 a 0. O Cruzeiro vencia por 3 a 1 no segundo tempo e queria mais. Saia pra cima do Nacional com tudo, como quem queria matar a disputa já na primeira partida. E que fase do Thiago Ribeiro hein? E pensar que ele saiu do tricolor a preço de banana porque não tinha chance no time titular.

Adversários, prestem bem atenção. Aí está o favorito. Tenho certeza que o Cruzeiro estará na final do campeonato (por mais que pra isso tenha que passar pelo meu tricolor).

Videos de Copas – Argentina 1 x 2 Holanda – Quartas de Final da Copa de 1998

Se a Argentina ganhasse, enfrentaria o Brasil nas semifinais.

Estádios da América Latina Parte 2

La Bombonera

Local: Buenos Aires – Argentina

Inauguração: 25 de Maio de 1940

Publico Recorde: 58 mil pessoas

Capacidade atual: 49 mil pessoas

Dono: Clube Atlético Boca Juniors

Curiosidade: Apenas 5 clubes brasileiros venceram o Boca Juniors em La Bombonera em competições consideradas oficiais: Santos, São Paulo, Cruzeiro, Paysandu e Internacional, o último, em 2008.

Estádio Jalisco

Local: Guadalajara – México

Inauguração: 31 de Janeiro de 1960

Publico Recorde: 95.261 pessoas

Capacidade atual: 63.163 pessoas

Dono: Clubes unidos de Jalisco

Curiosidade: Este estádio sediou 5 dos 6 jogos do Brasil na Copa de 1970.

Estádio General Pablo Rojas (La Olla)

Local: Asunción – Paraguai

Inauguração: 1991

Publico Recorde: 35.000 pessoas

Capacidade atual: 35.000 pessoas

Dono: Cerro Porteño

Curiosidade: leva o nome do presidente que dirigiu o Cerro Porteño por 14 anos.

Estádio Casa Blanca

Local: Quito – Equador

Inauguração: 6 de Março de 1997

Publico Recorde: 55 mil pessoas

Capacidade atual: 55 mil pessoas

Dono: LDU

Curiosidade: o jogo inaugural foi contra o Atlético Mineiro e terminou com vitória dos donos da casa por 3 a 1


Estádio Monumental do Chile

Local: Santiago – Chile

Inauguração: 20 de Abril de 1975

Publico Recorde: 69.305 pessoas

Capacidade atual: 47.000 pessoas

Dono: Colo-Colo

Curiosidade: o plano inicial era que o estádio tivesse capacidade para 120 mil pessoas e fosse o principal estádio da copa de 1962. Mas um terremoto pos em risco a realização do mundial e o governo determinou que os jogos fossem realizados em estádios já construidos.

Estádio Deportivo Cali

Local: Palmira – Colombia

Inauguração: 29 de outubro de 2008 (pré-inauguração)

Publico Recorde: 53 mil pessoas

Capacidade atual: 53 mil pessoas

Dono: Deportivo Cali

Curiosidade: seus edifícios de 30 metros da altura cada possuem apartamentos, cabines de imprensa e suites de luxo com vista para o campo.

Estadio Metropolitano de Mérida

Local: Mérida – Venezuela

Inauguração: 25 de maio de 2007

Publico Recorde: 42 mil pessoas

Capacidade atual: 42.200 pessoas

Dono: Governo da Venezuela

Curiosidade: faz parte de um grande complexo esportivo chamado Cinco Águias Brancas

Estádio Nacional do Perú

Local: Lima – Perú

Inauguração: 27 de Outubro de 1952

Publico Recorde: 50 mil pessoas

Capacidade atual: 46 mil pessoas

Dono: Governo do Peru

Curiosidade: está sendo remodelado para dar mais conforto ao público e será construida uma pista de atletismo. A reforma acaba em 2011.

Estádio Ricardo Saprissa Aymá

Local: San Juan – Costa Rica

Inauguração: 27 de Agosto de 1972

Publico Recorde: –

Capacidade atual: 27 mil pessoas

Dono: Deportivo Saprissa

Curiosidade: deixará de ser o maior estádio da Costa Rica quando o novo Estádio Nacional da Costa Rica, moderno e com capacidade para 40 mil pessoas ficar pronto em 2011.

Estadio Hernando Siles

Local: La Paz – Bolívia

Inauguração: 1931

Publico Recorde: 50 mil pessoas

Capacidade atual: 45 mil pessoas

Dono: Governo da Bolívia

Curiosidade: Está localizado a 3600 metros de altitude, o que faz com que a Bolívia seja quase imbatível nesse estádio.

Vai começar o leilão por Leonardo

O presidente do Milan e dono de meia Itália Silvio Berlusconi confirmou hoje que o treinador Leonardo sairá do comando do time ao final da temporada. Segundo ele, Leonardo é cabeça dura.

Bom, com todo respeito de chefe de estado que o senhor merece, cabeça dura é quem mantem um elenco com média de idade de 30 anos, contrata jogadores do naipe de Borriello e Flamini e ainda mantem o “ótimo” Kaladze no elenco por dez anos.

Leonardo tirou leite de pedra. Fez o desmotivado Ronaldinho Gaúcho jogar boas partidas, firmou Tiago Silva como jogador de primeira linha e ainda conseguiu fazer com que o time desse um mínimo de esperança a torcida. É uma sacanagem colocar a culpa toda no treinador com um time tão fraco.

Mas em fim, Leonardo vai estar disponível no mercado no segundo semestre e provavelmente virá ao Brasil muito valorizado. Se não vier como treinador, virá como cartola e com certeza haverá uma grande disputa por ele. O Flamengo já tinha se mostrado interessado em contar com os serviços do tetra campeão. Ele inclusive já declarou que sonha em ser presidente do clube, o que o aproxima da posição de dirigente. Mas como nós sabemos que no futebol o dinheiro fala mais alto do que a paixão, tudo pode acontecer.

A questão é: quem vai ficar com Leonardo?

Categorias:Brasil, Europa Tags:, ,

Internacional perde em dia pra arbitragem esquecer

Poucas vezes na minha vida eu vi um jogo com tantos erros de arbitragem como o de ontem entre Banfield e Internacional. E nem dá pra dizer que o trio de juízes era caseiro. Anularam de forma ridícula um gol legal do time da casa. Depois deixaram de dar um penalti escandaloso sobre o lateral Nei. Expulsaram Kléber injustamente e pra fechar deram um gol impedido do Banfield. Isso sem contar os pequenos erros durante a partida. Verdadeiramente um desastre.

O treinador do Inter foi atingido por um objeto atirado da torcida e quase caiu. O treinador de goleiros Clemer foi expulso. Depois da confusão, o Inter ainda sofreu mais um gol. Pra fechar a passagem do colorado com chave de ouro, cortaram a água quente do vestiário.

Isso é Libertadores. Alguns dirão que é covardia, outros que é coisa de time pequeno. Mas isso também ajuda a criar todo esse “ambiente” copero da competição. Quem quer ser campeão precisa superar tudo isso. E convenhamos, o Inter não jogou bem e acabou se deixando levar pela pressão do adversário. No fim das contas, o 3 a 1 ficou de bom tamanho, pelas circunstancias da partida. Com certeza a torcida colorada vai lotar o Beira-Rio na semana que vem e a pressão será igual ou até maior.

Ronaldo, absolutamente lamentável

A atuação de Ronaldo hoje no Maracanã não pode receber outra descrição. Lento, o atacante mal conseguia dominar as bolas. Até que ele recebesse o passe, dominasse, pensasse e executasse, o Flamengo já tinha tomado a bola e já estava no ataque.

É uma pena ver um grande ídolo do futebol brasileiro nesse estado. Independente se ele está assim por problemas pessoais, a verdade é que nenhum torcedor brasileiro que vibrou com ele na seleção gostaria de ver um final de carreira tão lamentável.

Durante toda a carreira Ronaldo driblou as contusões, mas parece que para ele é impossível driblar a idade, o sobrepeso e a desconfiança da torcida e da mídia, não em sua condição física e sim em sua condição técnica. E essa é uma situação inédita para Ronaldo.

Nunca a capacidade técnica de Ronaldo foi questionada. Ele sempre foi uma unanimidade. Agora tudo mudou. Com Ronaldo em campo o Corinthians se torna um time lento, previsível, sem surpresas. As jogadas criaras pelos excelentes volantes de Mano Menezes não tem sequencia, porque o camisa 9 não consegue se movimentar. É claro que Mano não vai ter coragem de tirar ele do time, apesar de que o Corinthians melhorou muito com Iarlei e Souza em campo.

Será que Ronaldo vai ser capaz de superar tudo isso e dar mais uma volta por cima contra o Flamengo na próxima quarta-feira? Só o tempo dirá…