Archive

Archive for novembro \23\UTC 2009

River apenas empata e Boca goleia. Veja resumo da rodada do Apertura

O River Plate foi a Mendoza enfrentar o Godoy Cruz e teve todas as chances possíveis e imagináveis para vencer, mas mais uma vez, demonstrando instabilidade durante a partida e graves falhas de marcação, a equipe de Leo Astrada conseguiu apenas um empate por 1 a 1. O gol do time da capital foi marcado por Rosales, enquanto Ariel Rojas empatou.

O River com Astrada melhorou muito mas continua sofrendo com a falta de regularidade. O time vai muito bem do meio pra frente mas na defesa é um caos. Apesar disso, a evolução é evidente. O lado político do clube parece influenciar também. O ex-jogador, ex-treinador e ex-capitão do time Daniel Passarella é candidato a presidente do clube nas eleições a serem realizadas no próximo mês e já deixou claro que trará de volta ao clube Ramon Díaz, grande ídolo Millonário. Obviamente o ambiente fica complicado para qualquer treinador trabalhar sob essas circunstâncias. Os jogadores vivem também uma incerteza diaria e isso também afeta o desempenho do time. Há muito o que ser feito no River.

Já o Boca aproveitou a fragilidade do quase rebaixado Gimnasia La Plata e goleou por 4 a 0 com dois gols de Insua, um de Gaitán e um de Medel. O time até jogou bem e foi muito mais agressivo do que outrora vinha sendo, mas não precisou fazer muito pra vencer com tranquilidade. Uma grande partida mesmo quem fez foi Insua. Muito mais do que os dois gols, foi uma exibição de gala.

Essa semana, o Boca ficou marcado pelos desentendimentos. Palermo reclamou que a bola não chega até ele. Mouche pediu pra entrar para ajudar na criação, já que Riquelme está machucado. E Ibarra, apagando fogo com gasolina, disse que os jogadores mais experientes tem que ser mais inteligentes ao dar entrevistas. Palermo retrucou que já é bem grande pra que digam o que ele deve falar. O Boca também tem problemas políticos, já que Basile e Bianchi não falam o mesmo idioma, o que acaba dividindo os dirigentes do clube. Uns apoiam Bianchi e outros não abrem mão de Basile. A união parece cada dia mais distante na Casa Amarilla.

De interessante nesta rodada tivemos também o clássico de Rosário entre Central e Newell’s. O Rosário chegou a abrir dois a zero mas permitiu o empate. Todos os gols aconteceram no primeiro tempo. Com o resultado, o Newell’s não pode assumir a liderança e ficou a dois pontos do Banfield, que venceu o Independiente fora de casa por 2 a 1.

A classificação do Apertura ficou assim, faltando quatro rodadas:

Banfield 35

Newell’s 33

Estudiantes 29

Colón 28

Independiente 26

Rosario Central 26

San Lorenzo 26

Velez 24

Boca 23

Lanus 21

A classificação geral, para a classificação a Copa Libertadores (soma de todos os pontos conquistados no ano) ficou assim:

Velez (classificado) 64

Colón 62

Lanus 59

Banfield 58

Estudiantes (classificado) 58

Rosário 55

Newell’s 54

San Lorenzo 50

Huracán 48

Independiente 47

Boca 45

O São Paulo deu tudo, o Flamengo não deu nada

Uma coisa é certa. A torcida do SPFC não pode de maneira nenhuma reclamar da postura do time. Foi sempre guerreiro, deu o sangue, mas infelizmente não pode vencer. Foi um jogão de bola! Qualquer dos dois que tivesse saído vencedor seria justo e por isso foi muito justa a vitória do Botafogo.

Talvez o tricolor merecia melhor sorte, um empate quem sabe. Mas de sorte não podemos reclamar. Afinal, ela já nos ajudou muito durante o campeonato.

Já o Flamengo… Esse é o tipo de jogo que um candidato ao título não pode nem pensar em perder. Sim, foi uma derrota pro Flamengo esse jogo. Empatar com um time totalmente desinteressado no campeonato em casa, é uma derrota de goleada. Ainda mais se pensarmos que o estádio estava absolutamente lotado.

Curiosamente, o destino do tricolor será selado exatamente contra o Goiás. Em caso de vitória, o SPFC coloca as duas mãos na taça, mesmo se o Flamengo vencer o Corinthians.

Essa semana será bem longa pros amantes do futebol. Espero que passe rápido!

Torcedores do Newell’s colocam 27 mil pessoas em treino antes do clássico de Rosário

Os torcedores do Newell’s reuniram 27 mil pessoas em plena quinta-feira no treino da equipe antes do clássico contra o Rosário Central, neste próximo domingo.

Os ídolos antigos da equipe foram convidados e desfilaram em campo junto com os jogadores e seus filhos, todos vestidos com a camiseta leprosa.

“Domingo, custe o que custar, temos que ganhar” gritavam os torcedores.

Os jogadores ficaram visivelmente emocionados com a festa da torcida. Os nomes dos ídolos do time foram cantados. “Essa é uma forma de agradecer aos ídolos antigos do clube que tantas alegrias nos deram e também convocar toda a família do Newell’s a bater o record de pessoas em um treino”.

O número anterior era de 15 mil pessoas em 2007, marca pulverizada este ano.

“Quisera Deus eu vivesse uma festa semelhante em minha época”, disse um emocionado Victor Rogelio Ramos, ex-jogador homenageado na festa.

SPFC vacilou por não escalar os garotos antes?

O tricolor não poderá contar com alguns de seus principais jogadores pras rodadas decisivas do campeonato. Afinal, o campeonato pode ser decidido nos dois próximos jogos, tanto a favor do tricolor quanto do Flamengo. E justamente nestes jogos não contaremos com Jean, Dagoberto e Borges, estupidamente suspensos pelo STJD e e André Dias e Hugo suspensos pelo terceiro amarelo.

Mesmo com um elenco bom e qualificado, vamos ter que escalar garotos pros jogos contra Botafogo e Goiás. Provavelmente Marlos, Oscar e Wellington entrarão na equipe, durante o jogo ou mesmo como titulares.

Diante disso fica a pergunta: será que o São Paulo vacilou em não escalar os garotos antes e assim dar a eles a experiência necessária pra encarar esse momento tão difícil?

Quando o campeonato começou ficou claro que em algum momento do campeonato o tricolor precisaria escalar os garotos. A verdade é que isso demorou até demais pra acontecer e isso se deve muito ao trabalho brilhante dos preparadores físicos e dos fisioterapeutas do time, que não permitiram que os atletas sofressem muitas lesões durante o ano. Mas agora, com a intervenção do STJD, teremos que escalar os garotos.

Será que se eles tivessem jogado em partidas menos importantes, estariam mais leves para encarar essas partidas decisivas? Ou esses garotos, acostumados a jogar torneios internacionais nas categorias de base já estão calejados?

Essa pergunta só poderá ser respondida depois do jogo contra o Botafogo e se os moleques entrarem. É aguardar pra ver…

Diretoria AMADORA

A diretoria do Palmeiras provou por a+b que é a mais amadora dos clubes da Série A. Após as criticas ridículas a arbitragem de Carlos Simon e a ameaça de agressão, agora, depois da briga entre seus dois atletas, o que obviamente prejudicou o clube, os diretores do Palmeiras decidiram demitir por justa causa os dois atletas. Obina e Maurício não vestem mais a camisa do Palestra Itália.

Agora eu pergunto ao prezado leitor. Quem prejudicou mais o Palmeiras: os atletas ou a diretoria? Sim, porque Obina vinha no melhor ano de sua carreira. Fez três gols no Corinthians, três no Goiás, além de outras ótimas partidas que realizou em 2009. Com certeza se valorizaria e renderia bons frutos em 2010, tantos profissionais quanto financeiros.

Maurício é cria da casa. Jovem e muito bom zagueiro, daria muitas alegrias tanto ao torcedor quanto aos cofres verdes. E o pior (para o Palmeiras) é que hoje ou amanhã ele vai estar vestindo a camisa de algum clube rival e com certeza vai se destacar, porque tem muito potencial pra isso.

A atitude da diretoria palmeirense foi precipitada, errada e só prejudicou o próprio clube. O clima no elenco, se provavelmente já não era tão bom, agora piorou de vez. Uma punição teria de ser aplicada, sem dúvida. Mas teria de ser uma decisão que onerasse apenas os jogadores. Nesse caso, o clube foi punido tanto quanto os atletas.

Até quando Conmebol?

Todo ano é a mesma coisa. Time paraguaio perde em casa, é pedra em campo. Time paraguaio perde fora de casa, a porrada come solta.

Mas aí fica a pergunta: até quando? Até quando as equipes paraguaias vão ser protegidas pelo Senhor Nicolás Leoz? Até quando a CBF vai aceitar calada esses absurdos?

Em 2007 o Cruzeiro eliminou o Cerro Porteño da pré-libertadores. Resultado? Chuva de pedras aos 30 do segundo tempo. Em 2008 a Universidad de Chile eliminou o Olímpia em Assunção. A torcida atirou uma pilha no bandeirinha que ganhou de presente 25 pontos na cabeça.

Em ambos os casos a Conmebol não fez absolutamente nada. A própria imprensa esportiva do país pediu uma punição severa, mas nada foi feito. O mais curioso é que em 2008 um torcedor do Boca atirou um chinelo contra o Bandeirinha e o time argentino perdeu dois mandos de campo. Jogou a semi-final contra o Fluminense no estádio do Racing e só conseguiu empatar.

O presidente da Conmebol é paraguaio. A sede da Conmebol é no Paraguai. E os clubes paraguaios são os piores perdedores da face da Terra. Quando ganharam do Botafogo no Engenhão, foram pra casa tranquilos. Quando ganharam do Goiás no Serra Dourada, idem. Agora quando perderam pro Fluminense querem sair na mão? O bom dessa vez é que eles apanharam muito. Apanharam dos jogadores do Flu, da polícia e entre eles mesmos o pau quebrou. Muito bem feito.

Já passou o tempo em que o futebol era decidido fora de campo. Vivemos um tempo em que o futebol tenta se tornar profissional e esse tipo de atitude é totalmente lamentável e inaceitável. Será preciso que morra um jogador em campo pra que algo mude? E porque a CBF não faz nada? Perguntas até agora sem resposta… mas até quando?

Belluzzo leva 270 dias de suspensão

Por favor STJD! Me Absolve! Me Absolve! 270 dias? Holy Shit!

Por favor STJD! Me Absolve! Me Absolve! 270 dias? Holy Shit!

O exemplar, educado, fino, diferente e extraterrestre Luiz Gonzaga Belluzzo aprendeu agora que a justiça desportiva pune. O presidente do Palmeiras levou 9 meses de suspensão pelas ofensas proferidas ao árbitro Carlos Eugênio Simon e as insinuações de que o STJD protege times do RJ.

Claro que o presidente do Palmeiras não vai cumprir uma pena desse tamanho. Dentro de uma ou duas semanas o advogado verde vai pedir um efeito suspensivo e se brincar essa pena vira até cestas básicas. Mas é bom pro refinado presidente palmeirense aprender a segurar a língua. Se ele criticasse todos os juízes que erram no campeonato, tanto a favor quanto contra o time dele, teria meu respeito. Mas além de incitar a violência, ele criticou apenas o juiz que errou contra o Palmeiras e esqueceu (memória seletiva rules) dos juízes que deram aquela mãozinha ao Porco na temporada.

Bonito hein Gonzagão? Nem Eurico, Mustafá e Kleber Leite pegaram uma pena tão dura.

Categorias:Brasil Tags:, ,