Início > Brasil, Europa, Futebol Sulamericano > 3 Curiosidades de cada Copa do Mundo

3 Curiosidades de cada Copa do Mundo

Copa de 1930

– Apenas um brasileiro foi escolhido para a seleção da Copa. Foi o meia Fausto.

– O capitão da seleção francesa, Villaplane, foi acusado de colaborar com a Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial e fuzilado em 1945.

– O atacante uruguaio Castro não tinha a mão direita. Por isso, recebeu o apelido de “El Manco”. Ele marcou, contra o Peru, o primeiro gol do Estádio Centenário e ainda fez o quarto – e último – do Uruguai na final contra a Argentina. Copero Master.

Copa de 1934

– Na disputa do 3º lugar entre Alemanha e Áustria, as seleções não haviam levado jogo de uniformes reserva (ambas equipes eram alvinegras). Os austríacos, então, usaram a camisa do Napoli.

– O Uruguai, campeão da edição anterior, não defendeu seu título por ressentimento dos europeus, que não haviam prestigiado a Copa de 1930.

– Como o Brasil, a Argentina também foi para a Itália com uma seleção fraca. Os grandes clubes do país haviam se profissionalizado e criado uma liga não-reconhecida pela FIFA. Assim, os platinos foram representados por jogadores amadores, vindo de clubes como Dock Sud, Sarmiento, Defensores de Belgrano e Desamparados.

Copa de 1938

– O jornalista Vittorio Pozzo se tornou o primeiro (e até hoje único) técnico a conquistar mais de uma Copa. E o fez em torneios consecutivos.

– A Áustria foi anexada pela Alemanha nazista em 1938 e deixou de ser um país independente. Por isso, seus jogadores foram incorporados pela seleção alemã e não pôde se apresentar contra a Suécia pelas oitavas-de-final. Foi o único W.O. da história das Copas.

– A Itália era a única seleção com um avião à disposição para os deslocamentos dentro da França. As demais equipes tinham de usar trem ou ônibus.

Copa de 1950

– Cerca de 200 mil pessoas foram ao Maracanã para ver a decisão contra o Uruguai. Seria o maior público da história do futebol se não houvesse “apenas” 173.850 pagantes.

– Jornais da época dizem que a torcida, após a virada uruguaia na final contra o Brasil, continuou incentivando a seleção brasileira, o que vai contra a lenda de que o Maracanã se silenciou nos minutos finais.

– Várias seleções desistiram de participar da Copa, como França, Turquia, Portugal, Escócia e até Índia e Birmânia. Em geral, os países se sentiram desencorajados pelo custo da viagem até o Brasil.

Copa de 1954

– No dia da final, chovia muito e Adi Dassler, proprietário da Adidas e fornecedor de material esportivo para a seleção alemã, forneceu chuteiras com cravos intercambiáveis, que melhor se adaptariam ao campo molhado.

– A Hungria vinha de 32 jogos sem perder e na final abriu 2 a 0 logo de cara. Mas a Alemanha conseguiu virar o jogo e conquistar seu primeiro titulo mundial. Esse jogo é conhecido como o Milagre de Berna. Para a Hungria é o maior desastre do esporte do país.

– Foi a primeira copa com cobertura da TV.

Copa de 1958

– A Argentina foi desclassicada após uma goleada histórica para a Tchecoslováquia por 6 a 1. Na volta pra casa, os hermanos foram recebidos por sua torcida com uma chuva de moedas e pedras.

– Pelé começou a Copa do Mundo no banco de reservas e só entrou na terceira partida contra a URSS. Mas foi nas quartas de final contra o País de Gales que Pelé começou a brilhar. Neste jogo, ele fez o gol da vitória brasileira.

– O Brasil jogou a final de azul, pois o uniforme da Suécia também era amarelo.

Copa de 1962

– Essa foi a primeira Copa vista pelos brasileiros em videoteipe. As fitas chegavam de avião e eram exibidas nos dias seguintes aos jogos.

– Os ingressos para a final estavam entre US$2,20 (seção Maipu) e US$5 (seção Andes Sur).

– Após a seleção chilena vencer a Jugoslávia na disputa do terceiro lugar, chilenos após a partida gritavam a seguinte frase: “hoy Chile tercero, mañana Brasil en primero” contando com a vitória do Brasil honrando o continente contra a Tchecoslováquia

Copa de 1966

– Essa edição do Mundial passou para a história como o “Campeonato Mundial da Violência”. Se a edição anterior disputada no Chile teve alguns lampejos de violência, abafados pela atitude enérgica da arbitragem, o Mundial de 1966 chegou ao absurdo de ter pontapés e pancadaria generalizada nas partidas, com a condescendência dos árbitros europeus.

– A Inglaterra foi amplamente favorecida pela arbitragem durante a Copa. No jogo contra a Argentina pelas quartas de final, a seleção portenha apanhou o jogo inteiro e teve seu melhor jogador expulso por reclamação. Com isso, a Inglaterra venceu. A final daquela copa foi a mais polemica da história, após a Inglaterra novamente ter sido favorecida na final contra a Alemanha.

– O violento volante Styles usava dentes postiços na parte frontal da arcada superior, somente no jogo ele tirava.

Copa de 1970

– Foi a primeira Copa do Mundo que passou a ter substituições durante as partidas. Só poderiam ser feitas 2 substituições por equipe no decorrer das partidas. Foi também a primeira a ter cartões amarelo e vermelho, a primeira a ter uma bola oficial e a primeira televisionada para o mundo todo.

– O centroavante sueco Kindvall passou para a história por ter tido 2 gols seus anulados. Um na partida contra a Itália e outro na partida contra o Uruguai.

– No jogo mais esperado na primeira fase entre Brasil e Inglaterra, a seleção canarinho foi malandra. Fazia muito calor e os jogadores só voltaram para o segundo tempo 5 minutos depois que a seleção inglesa. Assim, o English Team ficou um bom tempo torrando no sol enquanto o Brasil descansava no vestiario.

Copa de 1974

– Foi a primeira Copa do Mundo onde os jogadores começaram a usar número nos calções.

– O mundial foi transmitido pela TV totalmente em cores nos países onde a transmissão a cores era disponível.

– Foi o primeiro mundial a registrar um caso de dopping. Foi um zagueiro do Haiti.

Copa de 1978

– A Copa foi marcada pela influencia do regime militar argentino no resultado da competição. As denuncias vão desde fraude em exames anti dopping a intimidação de arbitros.

– O jogador Rob Resenbrink da seleção da Holanda, marcou o gol 1000 da história da Copa do Mundo, convertendo um penalti, no jogo Escócia 3×2 Holanda.

– Foi a única edição da Copa que o Brasil terminou sem ser derrotado e não foi campeão.

Copa de 1982

– A maior goleada de todas as Copas registrada nesta edição: Hungria 10 X 1 El Salvador. O atacante hungaro Laszlo Kiss se tornou o primeiro reserva a marcar três gols em uma partida de Copa do Mundo.

– Foi nessa edição que o brasileiro Arnaldo César Coelho se tornou o primeiro juiz não europeu que apitou uma final de Copa do Mundo.

– Todas as vezes que o ônibus da Seleção Brasileira foi do hotel para o estádio, o fez por um mesmo caminho, e sempre voltou por um outro. A rotina só foi mudada no fatídico dia 5 de Julho. Mais: naquele dia, a TV não funcionou. Nesse dia, também pela primeira vez, a seleção não posou para fotos, justamente no dia da derrota contra a Itália.

Copa de 1986

– No jogo entre Paraguai x Bélgica, o paraguaio Cayetano Ré (que jogou a Copa da Suécia) se tornou o primeiro treinador a ser expulso de uma partida de Copa do Mundo.

– O prêmio dos argentinos, campeões mundiais, foi de 50 mil dólares. Se ficassem com a taça, os brasileiros ficariam com 130 mil.

– O brasileiro Romualdo Arppi Filho repetiu o feito de Arnaldo César Coelho e apitou a final do Mundial de 86. Romualdo chegou a dar cartão amarelo para Maradona na final.

Copa de 1990

– A mascote da Copa de 1990 foi Ciao, um boneco que tinha as cores da bandeira italiana, e sua cabeça era uma bola.

– O italiano Walter Zenga foi o goleiro que ficou mais tempo invicto em Copas: 517 minutos.

– Maradona foi o jogador mais caçado na Copa de 90. Ele sofreu 53 faltas e o segundo mais caçado foi o inglês Paul Gascoigne.

Copa de 1994

– Marcou várias mudanças nas regras, como a proibição do goleiro agarrar a bola com as mãos em caso de recuo com os pés, nome dos jogadores escrito na camisa, três pontos por vitória, cartão vermelho em caso de entrada por trás, número da camisa também escrito na frente e presença de 11 jogadores do banco.

– Ao vencerem o Marrocos por 2×1 na 1ª fase, os jogadores da Arábia Saudita ganharam do Rei Fahd um automóvel cada um como premiação. Como só foram eliminados nas Oitavas-de-Final, ao voltarem, receberam além do carro, um apartamento. Presentes dados pelo monarca, apaixonado por futebol.

– Essa Copa ficou marcada pelo caso de Dopping de Diego Maradona, marcando assim o final da participação em mundiais de um dos maiores jogadores da história.

Copa de 1998

– Devido a expulsão no jogo contra a Argentina, o inglês David Beckham foi responsabilizado pela torcida e imprensa pela eliminação inglesa no Mundial. No dia seguinte, os jornais ingleses não perdoaram: “Dez leões valentes e um moleque estúpido.”

– Aconteceu um escândalo na venda de pacotes turísticos para a Copa: milhares de torcedores, de todas as partes do mundo, ficaram sem ingresso, mesmo tendo desembolsado dinheiro com antecedência.

– Esta final marcou história no Brasil. Muitos discutem a possibilidade do Brasil ter “vendido” a final desta Copa. Poucos sabem o que realmente aconteceu na madrugada anterior ao jogo desta Final.

Copa de 2002

– Foi a primeira Copa no continente asiático e a primeira em que a sede foi dividida entre dois países.

– A França, que defendia o título, foi eliminada sem marcar um gol se quer na Copa.

– Nessa Copa, Cafú se tornou o primeiro jogador a disputar três finais de copas do mundo consecutivamente.

Copa de 2006

– A Copa ficou marcada pela agressão do grande nome da competição até ali, Zinedine Zidane ao zagueiro italiano Marco Materazzi já na prorrogação. Zidane deu uma cabeçada em Materazzi, pois o italiano teria xingado a irmã do francês. Muitos acreditam que esse incidente decidiu a copa a favor dos italianos, já que a Azzurra venceu nos penaltis. Aliás, foi a primeira vez que a Itália venceu uma disputa por penaltis em Copas do Mundo. A seleção tinha sido vítima desse sistema de disputa em 98 perdendo pra mesma França, em 1990 para a Argentina e em 1994 para o Brasil.

– Na disputa das oitavas-de-final, contra a Ucrânia, que foi a disputa por penaltis, a seleção da Suíça tornou-se a primeira a não se classificar para as quartas de final sem ter tomado qualquer gol válido no placar até o momento.

– O treinador brasileiro Carlos Alberto Parreira ficou extremamente nervoso com a Rede Globo por causa do programa Leitura Labial do Fantástico, segundo a qual foi revelado que o técnico falava palavrões na maioria das vezes que se referia aos seus jogadores. Apesar de os surdos-mudos contratados pela Globo afirmarem que ele falava palavrões constantemente com o time, e que inclusive insistiu com Zagallo para tirar o Ronaldo, ele emitiu uma nota expressando que nunca faria ambas as coisas. Na partida contra a França, ele chegou a se previnir tapando a boca com a mão constantemente

Anúncios
  1. izaak
    13/09/2009 às 6:27 pm

    valeu me ajudou muindo

  2. 28/02/2010 às 8:01 pm

    muito bom esse site de busca

  3. 16/03/2010 às 6:01 pm

    nossa isso me ajudou demais para fazer um trabalho de ed fisica fa um blog pra mim

  4. Rodrigo
    05/05/2010 às 8:58 pm

    Muitoo bom mesmo esse site mim ajudo muito tbem so que eu queria 10 curiosidades de cada copa mas muito obg ajudo muito.

  5. wellington
    26/05/2010 às 6:30 am

    Muito bom me ajudou bastante no trabalho para o colágio.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: