Início > Futebol Sulamericano > Lá, as coisas se resolvem assim

Lá, as coisas se resolvem assim

Podemos ter nossas rixas eternas com os hermanos, mas temos que reconhecer. Quando eles querem uma coisa no campo político, vão até o fim. Tá certo que isso não basta pra que o país seja uma potencia, mas eles tentam!

Os argentinos protestam, o povo sai as ruas, fazem panelaço e o que for necessário. Só pra dar como exemplo, a pouco tempo os agricultores simplesmente pararam o país ao cancelarem a distruibuição de alimentos até que a presidenta Kirchner cancelasse a alta absurda dos impostos sobre os produtos agrícolas. E a mulher mais poderosa da América do Sul teve que ir lá no interior pra acalmar os animos do pessoal.

Dessa vez é o futebol que demonstra força política. Ao contrário dos boleiros brasileiros que só se preocupam com o próprio umbigo, os jogadores argentinos se uniram e decidiram: enquanto os clubes não pagarem as dividas que tem com os jogadores, o Apertura não começa. Os times das séries A e B por sua vez, se defendem dizendo que a crise afetou os cofres das equipes, as negociações se tornaram mais duras e os patrocinios diminuiram substancialmente. Querem também que as cotas de Tv aumentem e nessa a Fox Sports, detentora dos direitos, fica pianinho.

O contrato da Fox com a AFA vem sendo criticada de forma dura desde que foi assinada em 1992. A emissora tem total exclusividade sobre a primeira e a segunda divisões. Os gols da rodada só são liberados após o fim do programa Futbol de Primera, que é veiculado das 22 as 24 horas do domingo. Os valores são bem abaixo do que os outros clubes sulamericanos recebem por seus campeonatos regionais.

Na manhã de hoje houve uma reunião entre a AFA e a Fox Sports. A Fox propôs aumentar o contrato mas prologa-lo até 2020 com os mesmos valores de hoje. A proposta da Fox é bem abaixo do que pede a AFA, valor considerado “estratosférico” pelos donos do canal de TV. Os dirigentes prometeram manter uma postura dura. Vão receber o que pedem, custe o que custar.

Ontem um grupo de torcedores, sem camisetas de times e sem bandeiras, protestaram em frente a sede da AFA pedindo a saída imediata de Julio Grondona. É… se no Brasil fosse assim, a proposta de 1 bilhão de reais que Silvio Santos teria feito ao clube dos 13 alguns anos atrás teria no mínimo gerado um protesto mais veemente por parte dos atletas, muitos dos quais tem muita grana pra receber das equipes. Os clubes estariam melhores das pernas, os salários estariam pagaos e o campeonato possivelmente teria uma melhor estrutura e organização.

Nesse quesito, temos muito a aprender com os hermanitos. Tomara que essa postura chegue aqui, junto com os jogadores que estão vindo de lá.

Anúncios
  1. 12/08/2009 às 6:56 pm

    eu sou uma guidisse. :/

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: