Início > Brasil, Futebol Sulamericano > Histórias da Libertadores

Histórias da Libertadores


Criada em 1960, a Copa Libertadores da América coleciona histórias que até os maiores fãs do maior torneio sul americano desconhecem. Confusões dentro e fora de campo, partidas canceladas, jogadores com nomes trocados e até um gol marcado por um sacerdote, são alguns dos acontecimentos que marcam a história da competição que tve inicio dia 27 de janeiro com a partida entre El Nacional do Equador e Nacional do Paraguay.

A Copa Libertadores mudou muito nos ultimos 20 anos depois da participação da televisão na transmissão de praticamente todos os jogos. Antes disso, na pressão da torcida, dirigentes e até a violencia dos jogadores poderiam definiar o torneio.

Em 1961 por exemplo, quando Peñarol se consagrou campeão pela segunda vez, ao termino dos dois jogos entre Independiente Medellín e Wilstermann, ocorreu um empate em pontos e gols. Com isso, o resultado levaria a jogar uma terceira partida na cidade de Bogotá. Porém, as duas equipes decidiram cancelar o duelo e resolver a situação com um simples sorteio, que acabou classificando o Medellín para a semifinal.

Dois anos mais tarde, tudo estava pronto para a partida entre Botafogo e Millionários – COL, no dia 21 de Julho no Maracanã. Mas a equipe colombiana, que já estava eliminada e só ia cumprir tabela contra os cariocas, em vez de entrar em campo, preferiu pagar uma multa de US$ 4.500 a Conmebol para não jogar. Com isso, o time carioca saiu com os três pontos. Aquele ano, o Santos seria campeão.

Em 1967, o Santos, então vice-campeão da Taça Brasil e bi-campeão da Libertadores, desistiu de participar do torneio continental, algo muito diferente do que acontece hoje em dia, em que as equipes priorizam o torneio. Dessa vez, a equipe brasileira prefiriu ficar fora da competição alegando focaria sua atenção no campeonato nacional e em amistosos internacionais. Por isso, o unico participante do Brasil neste ano foi o Cruzeiro.

Já na edição de 1971, que teve aos uruguaios do Nacional levantando a taça, tudo aconteceu com regularidade até a partida entre Barcelona do Equador e Estudiantes. Não bastou o resultado surpreendente a favor dos equatorianos sobre os argentinos por 1 a 0 en La Plata, se não que o único gol do duelo foi marcado pelo atacante espanhol Juan Manuel Bazuero, um sacerdote.

Quando Independiente foi campeão pela sexta vez, em 1975, outro feito curioso aconteceu na competição, desta vez envolvendo o Cruzeiro, que inscreveu na sua lista o jogador Luis Fabio, no entanto, seu nome verdadeira era Ananias Barrera. Por sete anos, o atleta jogou com o nome trocado.

No ano de 89, aconteceu outra situação no mínimo curiosa. No dia 29 de Março a partida entre Sol de América e Olimpia foi interrompida aos 24 da primeira etapa por falta de luz. O duelo foi reiniciado no dia seguinte e as equipes já sabiam dos resultados dos outros jogo do grupo. Assim, o unico resultado que classificaria aos dois paraguaios era um 5 a 4. E foi o que realmente aconteceu, constando uma multa de US$ 5.000 para cada equipe.

Quando o Olimpia foi campeão em 1990, a competição chamou a atenção pela partida entre Atlético Nacional e Vasco. Nessa ocasição, a Conmebol suspendeu a equipe colombiana, obrigando-a a jogar fora de seu país, pelas ameaças telefonicas recebidas pelo arbitro Juan Cardellino durante o duelo. A vitória do Nacional foi anulada e o jogo foi repetido em Santiago no Chile, com vitoria do Nacional por 1 a 0.

Todas essas confusões fazem da Copa Libertadores um torneio único. Desejado por muitos e conquistado por poucos. O país que mais conquistou o torneio foi a Argentina com 21 conquistas. O Brasil vem logo depois com 13 taças. O Uruguai tem 8 conquistas seguido por Paraguai com 3, Colombia com 2, Chile e Equador com uma.

Anúncios
  1. 27/05/2009 às 4:11 pm

    realmente a libertadores faz juizo ao que se é!uma competiçao que é considerada por muitos a mais dificil do mundo pelas dificuldades que ela apresente e deve ser cada vez mais valorizada por nos,pois muitos acham que o brasil é absoleto no continente sul-americano,mas devemos nos lembrar que do ano 2000 pra 2009 so tivemos apenas dois campeoes o que mostra o nivel de dificuldade dessa competiçao!apesar de tudo nao devemos subestimar os nossos vizinhos pois na libertadores vc tem que jogar bola e muita bola e nao esperar que os adiversarios fiquem com medo de vc so porque vc é brasileiro!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: