Início > Brasil > Teoria dos jogadores medianos

Teoria dos jogadores medianos


Muitas vezes nós vemos jogadores como André Lima, que foi um craque no Botafogo, não darem certo em clubes maiores como o São Paulo. E a lista é imensa. Diego Tardelli não deu certo no SPFC e no Flamengo, mas é rei no Atlético Mineiro. Lúcio Flávio comandava o Botafogo, mas já dá sinais de fraqueza no Santos. Lima foi o comandante do ataque do Atlético Paranaense em 2005, mas nada fez no SPFC e no Corinthians. Porque isso?

Bom, antes de mais nada, é preciso deixar claro o ranking de grandeza dos clubes brasileiros. Temos dois clubes gigantes, São Paulo e Internacional. Clubes grandes, Palmeiras, Cruzeiro, Corinthians, Santos, Flamengo, Vasco e Grêmio. Os clubes médios, Atlético Paranaense, Fluminense, Botafogo, Sport, Coritiba, Bahia e etc. E os clubes pequenos, Goiás, Náutico, Vitória, Criciuma, Figueirense, Santa Cruz, Paraná e etc.

Em fim, minha teoria é que existem jogadores que só sabem jogar em clubes de medianos pra baixo. Carlinhos Bala foi craque nos times do Pernambuco mas nada fez no Cruzeiro. Jadilson destruiu no Paraná e no Goiás, mas no SPFC e no Cruzeiro não correspondeu. A lista é enorme. Esses caras nunca vão ficar desempregados, mas também dificilmente vão se destacar em clubes grandes e em grandes conquistas. Mas porque isso acontece com certos jogadores?

Em primeiro lugar, o cara tem que ser bom de bola. Em segundo lugar, o cara tem que ser constante. Ele tem que jogar num nível aceitável por muito tempo consecutivo pra ganhar a confiança do treinador e da torcida. Se ele jogar mau, já tem um do mesmo nível no banco de reservas doido pra entrar. E por ultimo lugar, pra se jogar em time grande, além de muito futebol, o cara tem que ter uma cabeça muito boa. Saber suportar pressão, saber esperar a hora certa de jogar, saber lidar com treinador, com mídia muito mais presente, saber lidar com o assédio da torcida, se acostumar a ver sua foto na capa do jornal e etc. Muitos jogadores não tem cabeça pra lidar com isso.

Por isso muitas vezes, quando vejo um cara arrebentando no Náutico ou no Juventude, não me iludo. Sei que a diretoria só vai contratar, se o cara for bom de verdade.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: